Creative Commons License
O conteúdo deste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Um post caro!

Escrever?
Almejo ortografar um post caro. Assaz mente caro. Cujo valor faça-se tão elevado que não exista desconhecido à celsitude exigida e com um ónus satisfatório para o parafrasear.

Aferir que não é inteligível sustenta a onerosidade do móbil, pois da panóplia de artes que arguto para hiperbolizar o post, nenhum o opulenta ao que solicito: conteúdo.

Talvez seja coeso da minha individualidade procrastinar e com expectativa arrostar um melhor meio de o engrandecer... ou talvez não!
Com um dicionário de sinónimos, alguma eupatia e asseveração das palavras, altero vocábulos abundantes por termos caros. Sim, parece-me que o post d’antes ordinário se aduz com uma magnificência singular.

Se esta compostura não dimanar como aquilato, posso, sempre declarar que o seu preço é de 500 mil euros. Isto deve enaltecer o seu conteúdo, dê por onde der.
E tu? Preocupas-te com a riqueza de conteúdo do teu blog?

6 comentários:

InsideOut disse...

Alf:
Não percebi nada.
Agradece-se a volta efectiva aos posts pobres.
Bjs.

Cláudia disse...

Vou ali buscar o dicionário, para ver se consigo perceber alguma coisa :)

cigana disse...

Desculpa lá, Alf, mas apesar da erudição do vocabulário, este foi um post sem conteúdo nenhum!
É melhor voltares ao normal!

AlfmaniaK disse...

InsideOut
Vou fazer isso... constatei que não enriquece nada o blog, usar posts caros.

Cláudia
Boa tentativa!

Cigana
Alguém atento. Mas que bem. Se puderes, traduz. Muitos são os que não topam o vazio, de conteúdo, deste post... mas acho que foi divertido, e conjugar este palavreado todo sem destruir a mensagem não é fácil.

Inês disse...

Um belo exemplo do discurso de muita gente, rebuscado na forma e completamente vazio de conteúdo. Parabéns!
Agora que já mostrou como se faz pode voltar ao seu próprio estilo e conteúdo...

AlfmaniaK disse...

Inês
Obrigado pelo elogio.
E claro que regresso à escrita dita normal e, se possível, rica em conteúdo (na medida do possível).